7 de jan de 2011

Acupuntura


Nascida na China há cerca de 4 mil anos, a acupuntura protagoniza a restauração e a manutenção do equilíbrio energético no organismo. Os fundadores da medicina tradicional chinesa mapearam no corpo humano trajetos por onde passam a energia, batizada de CHI. Os ocidentais procuram traduzir o CHI por ATP, combustível das nossas células. Esses caminhos, chamados de meridianos, se referem a órgãos vitais como o estomago e os pulmões e são formados por vários pontos e é em cada um deles que se insere uma agulha. São 365 pontos tradicionais e centenas de outros que foram sendo descobertos com o tempo. Cada um deles exerce uma função, que é restrita a um órgão ou possui diversas respostas sobre o corpo.
A acupuntura inibe inflamações e impede assim, a destruição progressiva de células nervosas. Outra grande virtude é o equilíbrio de emoções, minimização a ansiedade, do desânimo e o reforçar no abandono de vícios.
Segundo Angela Tabosa, chefe do Laboratório de Pesquisa experimental em Acupuntura da Universidade Federal de São Paulo, ao se modular a ação da dopamina, um neurotransmissor ligado ao prazer, o método ajuda a suprimir a necessidade da droga. A obesidade também é beneficiada, já que as agulhas reduzem a compulsão por comida.
Pesquisas da Universidade de Stanford, EUA, apontam que a acupuntura alivia a depressão durante a gravidez, estimulando a fabricação de neurotransmissores como a serotonina, que fica em baixa durante o distúrbio.
Independente se você está grávida, possui vícios a serem eliminados ou qualquer outro tipo de problema, poderá se beneficiar da prevenção oferecida pela acupuntura.
A acupuntura só é contra indicada quando o profissional não é habilitado e desconhece recursos terapêuticos indicados para casos específicos, levando a conseqüências mais graves devido à falha no tratamento. Ao contrario, está liberada para entrar em ação!
Entenda o que acontece no corpo quando nos submetemos a uma sessão:
  1. As agulhas, que são descartáveis e um pouco mais grossas que um fio de cabelo, são inseridas no corpo em pontos específicos. A picada normalmente passa despercebida ou no máximo pode causar um leve e pequeno incomodo.
  2. A ação terapêutica depende de que as agulhas atinjam as terminações nervosas. Depois que o sistema nervoso é acionado, há um efeito relaxante.
  3. Estimuladas, as terminações nervosas enviam impulsos ao cérebro, instigando a liberação de substancias que impedem a passagem da sensação dolorosa.
  4. Da medula, são enviados sinais para o cérebro na área que gerencia a dor e as emoções. Neurotransmissores como a serotonina e a dopamina, responsáveis pelo bem estar e a betaendorfina de poder analgésico, passam a ser liberados. 
Aplicações com o aval da medicina tradicional:
  1. Alergia
  2. Asma
  3. Dor de cabeça
  4. Dor nas costas 
  5. Doenças nas articulações 
  6. Hipertensão 
  7. Fibromialgia 
  8. Dores musculares 
  9. Gastrite e refluxo 
  10. Síndrome de intestino irritável 
  11. Constipação 
  12. Tensão pré menstrual (TPM) 
  13. Menopausa 
  14. Depressão 
  15. Ansiedade 
  16. Gravidez 
  17. Seqüelas de derrame 
  18. Doenças da pele 
  19. Obesidade 
  20. Endometriose 
  21. Insônia 
  22. Distúrbios hormonais 
  23. Efeitos colaterais da quimioterapia   
 
Vários Usos:
  1. Esporte: minimiza as dores musculares, ajuda na recuperação das lesões e aperfeiçoa o desempenho do atletas; 
  2. Anestesia: Como tem efeito sobre a medula, a acupuntura corta, temporariamente, a transmissão dos estímulos dolorosos. Por enquanto, é mais empregada em procedimentos de pequeno porte. 
  3. No Dentista: Pode ser requisitada antes ou depois do tratamento odontológico, diminuindo o nervosismo ou possíveis dores tardias. É coadjuvante no controle de problemas de oclusão. 
 Conheça as principais variações do método. Os pontos utilizados são os mesmos, mas nem sempre há necessidade do uso de agulhas:
  1. Eletroacupuntura: As agulhas são conectadas a um aparelho que emite correntes elétricas. A idéia é que os estímulos mais intensos possam acelerar a resposta à terapia. A técnica é recomendada no tratamento de dores agudas.
  2. Raio Laser: O aparelho é direcionado aos pontos  onde seriam inseridas as agulhas. Este é um método mais recorrido ao se tratar crianças ou pessoas com pânico de agulhas.
  3. Moxabustão: O estímulo é feito através do calor, obtido com a queima de uma planta, a Artemísia. Pequenos bastões acesos são aproximados das regiões que tradicionalmente receberiam as inserções. 
  4. Por Sistemas: É a versão que prioriza partes do corpo para conseguir respostas sobre todo o organismo. Entre as mais famosas, estão a auriculoterapia, que utiliza os pontos da orelha, a craniopuntura, que se vale do couro cabeludo e a quiroacupuntura, que é feita nas mãos.
Se você se interessou pela técnica, nos procure que temos o profissional para lhe atender!

5 de jan de 2011

O que pode acontecer quando você vai à praia?

Todos gostam do calor. É hora de roupas mais curtas e confortáveis e também há muitas pessoas que valorizam o bronzeado. Ainda temos a cultura que um corpo bronzeado significa um corpo saudável.
Então, o que pode acontecer quando você vai à praia para se bronzear? Vamos listar alguns inconvenientes.

  1. Se o calor for intenso, o organismo eliminará água e sais para baixar a temperatura. Esta alteração fisiológica causa dilatação dos vasos e baixa de pressão arterial. Se a perda de líquido for excessiva pode causar desidratação, dor de cabeça, febre e vermelhidão na pele, todos sintomas relacionados à insolação.
  2. O vento facilita a entrada de areia debaixo da pálpebra, o que pode agredir a córnea, causando desconforto e irritação. O sol também deixa os olhos mais sensíveis a doenças como catarata e conjuntivite. Então, utilize óculos escuros com proteção solar.
  3. A água salgada aumenta a secreção de muco nasal e dos seios da face, e é por isso que o nariz escorre após o mergulho. Em conjunto com o sol forte, o ressecamento desta mucosa pode causar congestão nasal e até sangramento.
  4. A união de areia e sol nos cabelos danifica a cutícula dos fios e para piorar a situação, a água salgada deposita micro cristais de sal no couro cabeludo potencializando a ação negativa dos raios ultravioletas. O resultado: cabelos secos, quebradiços e cheios de pontas duplas.
  5. Sol e umidade favorecem o aparecimento de micoses causadas por fungos. As mais comuns causam manchas brancas ou castanhas e frieira, que é responsável pela coceira, descamação e bolhas nos pés e entre os dedos.
  6. O que você come também influencia sua pele. Petiscos e bebidas vendidos por ambulantes podem ser uma fonte inesgotável de vírus, bactérias e parasitas, que quando ingeridos, vão direto ao estomago e ao intestino, causando febre, cólica, vômito, diarréia e infecções como Hepatite A.
  7. Preste muita atenção se a praia é freqüentada por animais e se estes fazem suas necessidades na areia. As larvas do bicho geográfico se hospedam nas fezes de cães e se desenvolvem por causa da umidade da areia. A larva penetra na pele e forma uma espécie de linha avermelhada.
  8. As unhas podem ser atacadas por micro-organismos, que as deixam espessas, deformadas, quebradiças, mudam de cor e chagam a descolar-se do dedo.
  9. Sem proteção adequada, sua pele poderá sofrer danos como queimaduras, bolhas e escamação.
  10. Como efeito a longo prazo da exposição excessiva ao sol, temos ainda a flacidez, o envelhecimento, desidratação cutânea, manchas e sardas; e se sua pele apresentar acne na época da exposição ao sol, poderá apresentar manchas e dificilmente vai conseguir se livrar delas.
 
Para aproveitar ao máximo suas férias, tome alguns cuidados e divirta-se:

  1. Para evitar micoses, enxugue bem o corpo após sair do mar. Deite-se sobre uma toalha ou esteira. Nunca em contato direto com a areia;
  2. Vá a praia antes das 10hs e após as 15hs, quando os efeitos do sol e de seus raios ultravioletas são menores. Não se esqueça de considerar o horário de verão. 15hs significa sol das 14hs!
  3. Cuide de seus cabelos. Ao chegar em casa, lave-os e aplique um creme sem enxágüe que os proteja do sol e suas radiações.
  4. Evite comidas com molho, ovos e maionese. Carnes mal cozidas e frutos do mar também são alvos de contaminação e alojamento de bactérias.
  5. Muito cuidado com o inocente gelo servido no suco ou refrigerante. A água congelada não potável ou sem tratamento adequando, pode preservar inúmeros micro-organismos que ameaçam suas férias e principalmente sua saúde!
  6. E por fim, jamais se esqueça de utilizar protetor solar. Independente do horário, do tipo de sua pele ou se está nublado. Os raios ultravioletas continuam sendo bombardeados sobre nós mesmo sem a incidência direta do sol.
  7. Ao final do dia, após o merecido banho, hidrate sua pele com produtos de qualidade. Lembre-se que a indústria não consegue fazer milagres. Não há mágica para fabricar um bom hidratante a um preço tão baixo. Desconfie e pesquise antes de comprar. Se tiver oportunidade, procure seu dermatologista e peça orientação. Ele sabe melhor que ninguém qual a melhor atitude para preservar sua pele intacta e saudável.



17 de dez de 2010

Aquaporinas - Você sabe o que é?

Diversos produtos são lançados todo ano com o objetivo de retardar o envelhecimento, mas uma descoberta em especial tem feito com que o desenvolvimento de produtos nesta linha tomasse novo rumo: a descoberta do funcionamento das aquaporinas pelo químico americano Peter Agre (descoberta que lhe rendeu o Prêmio Nobel de Química, em 2003).

Aquaporinas são canais de proteínas formados nas membranas das células que permitem a entrada e saída da água e de seus nutrientes. Quimicamente ela funciona como uma válvula, onde as moléculas de água, que são neutras, conseguem passagem. Há também o permeamento da uréia e do glicerol, que são captadores de água e possuem, portanto, uma função hidratante. Há diversos tipos de aquaporinas em nosso corpo, mas em se tratando de pele é a aquaporina-3 (AQP-3) quem predomina.

A medida que envelhecemos a eficiência das aquaporinas diminui, o que leva ao ressecamento e envelhecimento da pele. Com a estimulação desses canais protéicos, camadas mais profundas das células da pele passam a ser hidratadas, conferindo-lhe uma aparência jovial.
O ativo Aquasense é o responsável pela estimulação das AQP-3 e sua união com outros ativos (como Phycojuvenie, Colágeno, Biosilicio, Acido hialuronico, Matrixyl 3000, Minerais e Retinol), estimula a renovação e o reparo da epiderme, estimula a síntese de colágeno I e IV e a síntese de glicosaminoglicanas, que traz à pele nutrição, rejuvenescimento e preenchimento de rugas.

A melhor maneira de saber se há presença destes pricipios ativos no cosmético é olhar sua formulação. As lojas que possuem este tipo de produto, normalmente possuem profissionais treinados para uma avaliação de cada caso e a indicação correta para cada tipo de pele e necessidade. Devemos estar atentas e dar preferência aos cosméticos que são livres de óleo mineral e livres de parabenos.
Não há limite de idade para o uso deste tipo de cosméticos, porém devemos respeitar a idade mínima que gira em torno de 20/25 anos.

Para um maior esclarecimento, o Phycojuvenie rejuvenesce células tronco adultas envelhecidas.
Seu uso associado aos estimuladores de AQP-3, reduz rugas profundas e acompanha um efeito suavizante na pele, com redução de rugosidades de 29,6% em media, e ainda protege as células jovens do envelhecimento, preservando sua vitalidade e capacidade de divisão. Também prolonga a eficácia das células tronco adultas.
Outros benefícios são o rejuvenescimento dos fibroblastos e a volta da síntese de colágeno da pele que passa a ser tão boa quanto a da pele jovem.

Traduzindo: as rugas são preenchidas e desaparecem!

 

20 dias de aplicação de produtos Home Care.


Não é especulação.
É a ciência agindo em forma de cosméticos para termos uma pele sempre jovem e saudável!